INFORMAÇÕES

home → informações → mudança internacional

Acompanhamento da sua carga desde a preparação do embarque até o destino

E para todos os casos enviamos um pré-alert ao importador, informando data de saída, posição do navio a qualquer momento e previsão de chegada ao destino.

Documentos para Mudança Internacional

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA LIBERAÇÃO DE
BAGAGEM-MUDANÇA INTERNACIONAL (IMPORTAÇÃO)
DE QUALQUER PAÍS PARA O BRASIL.

1) 02 cópias do RG autenticadas no consulado brasileiro ou cartório no BR;

2) 02 cópias do CPF autenticados no consulado brasileiro ou cartório no BR; (CPF tem que estar regularizado / ativo);

3) 01 tickt de passagem aérea de retorno (copia autenticada ou original);

4) 01 Declaração de Bagagem (em anexo) com firma reconhecida da assinatura no Consulado Brasileiro ou do cartório no Brasil;

5) 01 Declaração de Residência no exterior (em anexo) com firma reconhecida da assinatura no Consulado Brasileiro ou no cartório do Brasil;

6) 03 vias da Procuração (modelo em anexo) com firma reconhecida Consulado Brasileiro ou no cartório do Brasil;

7) Comprovantes de residência no exterior no período dos últimos 13 meses (contas de água, luz, telefone, cable, extrato bancário, contra cheque de salário, contrato detrabalho, atestado de residência emitido pelo consulado brasileiro etc...) e/ou cartada instituição de ensino comprovando que você estudou lá durante um períodomínimo de 13 meses (caso o comprovação de residência esteja em nome do cônjuge apresentar certidão de casamento copia autenticada);

8) 02 cópia autenticada de todas as páginas do passaporte, inclusive as páginas em branco;

9) 01 Relação de Bens com firma reconhecida da assinatura no consulado brasileiro ou cartório no Brasil (relação deve constar o valor estimado de cada item, deve enumerar as embalagens e detalhar o seu conteúdo;

10) Conhecimento de transporte – original (BL ou AWB);

Observações:

- Para bens novos, conforme a decreto 4543 do dia 26/12/2002, o passageiro (cliente) tem direito de trazer 01 item novo de cada, informando quantidade, descrição, marca, modelo, ano de fabricação e n° de série.

- Produtos novos em duplicidade, estão sujeitos a multas previstas em lei e aplicada pela fiscalização da receita federal. Para viajantes retornando ao Brasil com prazo inferior a 01 ano ou estrangeiro sem visto depermanência, a tributação passível sobre o valor dos bens é de 50% para o imposto de importação.

- Bens não declarados, multa de + 50%.

Detalhes sobre a Importação e Liberação de Bagagem Pessoal (Mudança).​

A mudança internacional é constituída pelo conjunto de bens novos ou usados que um viajante, em compatibilidade com as circunstâncias de sua viagem, possa destinar para seu uso ou consumo pessoal, bem como para presentear, sempre que pela sua quantidade, natureza ou variedade, não permitam presumir importação ou exportação com fins comerciais ou industriais.

O ponto crítico de sucesso dessa empreitada está relacionada com a preparação da documentação e da carga a ser enviada ao Brasil.

Compre caixas de papelão padronizadas e as embale por cômodo da casa. Comece pelos quartos e faça uma numeração da seguinte forma “Quarto 01 – Caixa 01″, “Quarto 01 – Caixa 02″, e assim por seguinte para quantos quartos você tiver.

Depois, vá para sala, cozinha, banheiro e por aí vai. Pode parecer burocrático, mas lhe garanto, na hora da fiscalização conferir tudo será mais fácil. Em seguida, faça uma declaração de bens com valores em Reais (R$), em computador, contendo essas caixas.

Se a mudança contiver itens como ferramentas, máquinas, aparelhos e instrumentos, necessário ao exercício da profissão, arte ou ofício do viajante, será obrigatório comprovar a atividade desenvolvida.

O processo logístico

Depois de preparado a relação de bens e entregue a mercadoria ao embarcador, o viajante contrata um despachante no Brasil para cuidar dos procedimentos aduaneiros.

A documentação precisa estar completa: BL, relação de bens, comprovantes de moradia no exterior por mais de um ano, contendo datas da permanência (conforme determina o artigo 9º da Instrução Normativa SRF nº 117/98), cópias de tickets de viagem e documentos pessoais autenticadas para o registro do viajante.

A entrada da documentação na Alfândega

É necessário vincular um despachante aduaneiro ao CPF da viajante. Essa etapa é obrigatória ao contratar um especialista para cuidar dos trâmites burocráticos.

Em paralelo e depois de confirmada a chegada da mercadoria, o despachante pode solicita a transferência do contêiner para um Porto Seco. Deixar de entregar a unidade vazia de contêiner dentro do prazo estipulado pelo contrato de transporte pode gerar enormes transtornos financeiros e é a principal preocupação do despachante aduaneiro.

Com o processo protocolizado, após um prazo de 15 dias para que o Inspetor daquela jurisdição vinculasse os dois CPFs o despacho aduaneiro pode ser iniciado.

Com a vinculação pronta, o despachante aduaneiro registra a DSI (Declaração Simplificada de Importação), são mais alguns dias de espera para a análise do fiscal alfandegário.

Com a documentação em ordem, a fiscalização confirma a isenção tributária e encaminha o processo para o Recinto Alfandegado para conferência aduaneira.

Enquanto isso, o despachante aduaneiro solicita a conferência do Mapa (Ministério da Agricultura) e a devida liberação das madeiras contidas naquela carga (exigido pela legislação).

Após a emissão do CI (Certificado de Isenção) é que o viajante pode marcar a retirada da carga e levar para a sua casa.​

Sobre nós

Somos uma empresa brasileira especializada em comércio internacional e que desenvolve soluções inteligentes para os seus clientes na Exportação e na Importação.

Back to top
Todos os Direitos Reservados 2014© G.A. Global Trading
Desenvolvido por Tudonanet